Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Tongariro National Park, Nova Zelândia e um pouco mais da ilha norte.

Depois de um dia sem muita novidade, com vistas um tanto quanto desinteressantes, a paisagem começou a mudar quando nos aproximamos de Waiouru, e de repente apareceu em nossa frente o pico do Mount Ruapehu para salvar o dia. Waiouru é uma das portas de entrada para conhecer o Tongariro National Park.

O Tongariro National Park foi fundado em 1894 e é o mais antigo parque nacional do país.  Declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1990, o parque tem como principais atrações os Montes Ruapehu e Ngauruhoe com 2.797 e 2.291 m de altitude respectivamente. Com forte significado religioso e cultural para o povo Maori (povo nativo da Nova Zelândia), as montanhas simbolizam as ligações espirituais entre seu povo e o meio ambiente. A melhor maneira de visitar o parque é caminhando, já que é possível fazer um trekking e conhecer de perto seus vulcões e lagos.

Nova Zelândia - Ilha Norte
Nova Zelândia – Ilha Norte
Chegando em Waiouru, primeira vista do Mont Ruapehu - Tongariro National Park - Nova Zelândia
Chegando em Waiouru, primeira vista do Mount Ruapehu – Tongariro National Park – Nova Zelândia
Um pouco mais do Mont Ruapehu - Tongariro National Park - Nova Zelândia
Um pouco mais do Mount Ruapehu – Tongariro National Park – Nova Zelândia
Sol gostoso em Tongariro National Park
Sol gostoso em Tongariro National Park

Acampamos alguns quilômetros depois de Waiouru em uma floresta de pinheiros, e pela manhã enfrentamos forte vento contra e uma longa escalada de 1.074 m. Tudo bem que o sol forte e o fato de ladear as montanhas amenizaram bastante o sofrimento. Ótima desculpa para parar, descansar e fazer umas fotos…

Acampamento na floresta de pinheiros - Waiouru - Nova Zelândia
Acampamento na floresta de pinheiros – Waiouru – Nova Zelândia
Deset Road - Nova Zelândia
Deset Road – Nova Zelândia
Mont Ngauruhoe - Tongariro National Park - Nova Zelândia.
Mount Ngauruhoe – Tongariro National Park – Nova Zelândia.
Mont Ruapehu - Tongariro National Park - Nova Zelândia
Mount Ruapehu – Tongariro National Park – Nova Zelândia

Depois que alcançamos o pico foi só alegria na descida… a velocidade era tamanha que quase atropelei um caminhão… no duro!!! Se a descida não acaba eu passaria por cima dele!!! kkkk MENOS BATISTA!!!! kkkk Lembrei daquela frase: _ Na subida cê me aperta… na descida nóis acerta!

Foi a primeira vez na vida que tive que usar o freio para não ultrapassar um caminhão! Eu tinha velocidade para isso, já que eu vinha embalado e ele controlando a velocidade devido a carga pesada e curvas sinuosas… Me aproximava e freava… como os motoristas maldosos fazem com os ciclistas por aí! Você que pedala sabe como é! Os caras tentam uma ultrapassagem forçada em lugares sem muita visibilidade e metem o pé no freio quando percebem o perigo vindo do outro lado! Descontei!! kkkk Mas não é que o fdp. soltou fumaça na minha cara no início da subida! Maldito!

Outra atração da ilha norte é o Lago Taupo e o Rio Waikato. O lago é gigantesco, e dele brota o rio que é maravilhoso. Percorremos uma trilha de 7 km em sua margem.

IMG_1425
Rio Waikato – Taupo – Nova Zelândia
IMG_1429
Bike trail ao lado do rio Waikato – Taupo – Nova Zelândia

A trilha é para mountain bike, não para quem viaja pesado como eu. O Resultado disso foi mais uma presilha de fixação do bagageiro dianteiro quebrada. Eu sabia do risco, pois já havia quebrado outras vezes. Nas trilhas a bike trepida muito! O reparo foi rápido, já que sempre carrego comigo peça de reposição.

IMG_1430
Hora do almoço com Jordi, uma boa hora para trocar a presilha de fixação do bagageiro

No final do dia a missão é achar um local para acampar… já havíamos pedalado 20 km a mais que o proposto para o dia e não achávamos um lugarzinho se quer… no duro mesmo!  O dia já ia embora, o sol que coloriu as nuvens de tons lilas-alaranjado já havia sumido no horizonte. O jeito foi bater na porta de uma fazenda… e mais uma vez fomos agraciado com um lugar para dormir… Um tanto quanto inusitado e um pouco fedido, mas naquela altura do campeonato, nos serviu como uma luva! Passamos a noite protegidos em um celeiro de tosa de ovelhas…

IMG_1436
Céu de tirar o fôlego em Tumunui – Nova Zelândia
IMG_1440
Dormindo no celeiro de tosa de ovelhas em Tumunui – Nova Zelândia

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

4 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =