Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Pedalar na Estônia é uma delícia!

A Estônia tem apenas 45.226 km², mais ou menos o mesmo tamanho do estado do Espírito Santo, é essencialmente constituído por planícies e seu ponto mais alto tem apenas 318 m de altitude. Possui mais de 1.400 lagos, 1.500 ilhas e 3.500 km de costa com baías, estreitos e enseadas. As florestas ocupam 47% do território, muito bem cuidadas e com vários pontos de apoio chamados RMK. Os RMKs oferecem uma estrutura simples de acampamento com lareira e banheiro. Alguns possuem água, mas é sempre bom se prevenir. As ciclovias são de excelente qualidade, com boa sinalização, e quando é preciso compartilhar a via com os carros, o movimento nas estradas é bem baixo.

Sinalização exclusiva para ciclistas. Estônia.
Sinalização exclusiva para ciclistas. Estônia.
Acampamento na Estônia.
Acampamento na Estônia.

Eu estou seguindo a rota Euro Vale 10, conhecida como Baltic Sea Cicle Route, que na Estônia leva o nome de Ciclovia Nacional n° 1. O pedal está sendo um dos mais prazerosos que já fiz! Em muitos pontos a ciclovia é exclusiva e em geral por estradas secundárias, passando por igrejas seculares, cruzando bosques e parques nacionais, margeando o mar báltico e lagos, e cortando cidadezinhas que parecem ter parado no tempo.

Igreja tombada pelo patrimônio histórico na beira da ciclovia, Estônia.
Igreja tombada pelo patrimônio histórico na beira da ciclovia, Estônia.
Lihula, uma cidadezinha que a bicicleta parece ser o principal meio de transporte para todas as idades. Estônia.
Lihula, uma cidadezinha que a bicicleta parece ser o principal meio de transporte para todas as idades. Estônia.
Igreja em Lihula, Estônia.
Igreja em Lihula, Estônia.

As quatro estações do ano na Estônia tem quase a mesma duração e são bem definidas, com maior precipitação exatamente nesta época, final de verão começo de outono! Aliás, hoje é equinócio de outono no hemisfério norte. Equinócio é o momento exato que marca o início da primavera ou outono, em que o dia e a noite tem exatamente a mesma duração, 12 horas cada. A partir de agora, os dias no hemisfério norte são cada vez mais curtos, fazendo a temperatura dos termômetros despencarem.

As aves começam a rumar para o sul, as folhas das árvores começam a amarelar e a caírem, e eu, preciso correr para fugir do frio e para encontrar minhã irmã, que já confirmou presença em mais um pedaço do Projeto Da China para Casa by Bike!

Eba!!! Lá vou eu! Feliz da vida rumo sul!

Analisando as nuvens carregadas e a possibilidade de chuva antes de cair na estrada. Estônia
Analisando as nuvens carregadas e a possibilidade de chuva antes de cair na estrada. Estônia
Os patos migrando para o sul indicam a chegada do inverno em breve. É preciso "descer o mundo"! Estônia.
Os patos migrando para o sul indicam a chegada do inverno em breve. É preciso “descer o mundo”! Estônia.
O verde dando lugar ao amarelo. Lindas cores no início de outono na Estônia.
O verde dando lugar ao amarelo- avermelhado. Lindas cores no início de outono na Estônia.

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

8 respostas

  1. Hi Aurelio ,
    but now you have to be quick to the south. It comes winter ! And even in Germany , Czech Republic and Hungary , it is cold in the winter ! But you findes in my house always a warm room ! 🙂
    Big hug , Ronny the german penguin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 2 =