Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Cicloturismo na Austrália – Uluru e o outback australiano

TEMPORADA AUSTRÁLIA –

EPISÓDIO #5 –

A região desértica e semiárida da Austrália é conhecida como Outback e cobre boa parte do interior do país. O solo é formado por uma grossa areia avermelhada. Apenas uma vegetação rasteira e alguma árvores muito resistentes são capazes de sobreviver ali, no entanto suas reservas de ferro, alumínio, urânio, chumbo, níquel, zinco e até ouro em menor quantidade, trazem imensa riqueza para o país.

Eu fui para o Outback visitar o Parque nacional de Uluru e Kata Tjuta, Patrimônio Mundial da Unesco que fica na minúscula cidade de Yulara. Também conhecido como Ayes Rock, Uluru é um monólito ( estrutura geológica formada por uma única pedra ou rocha) no meio de uma enorme planície que lembra ao longe um gigantesco formigueiro, com mais de 8km de circunferência, 318 m de altura e cerca 2,5 km de profundidade. Por considerar a formação sagrada, os Anangus (aborígenes locais), não autorizam fotografar uma das faces da rocha que possui uma formação similar a um cérebro. Hoje o governo australiano proibiu a escalada ao topo da rocha em respeito as crenças dos Anangus. Quando eu estive por lá, ainda era permitido escalar, mesmo sem a apreciação dos locais.

Segundo a lenda, há várias histórias de turistas que levaram para casa um pedaço do Monte Uluru e devolveram a lembrança alegando que traria azar. Eles dizem que foram amaldiçoados por levar uma parte do monumento, considerado sagrado para os aborígenes. O Parque responsável pela administração do monte, diz receber um pacote por dia, enviado de várias partes do mundo, com uma amostra do Uluru e um pedido de desculpas. O Uluru apresenta uma variação notável de coloração de acordo com o horário do dia, em especial ao nascer e pôr-do-sol. O monte possui ainda inúmeras fendas, poços com água, cavernas e pinturas antigas.

O Kata Tjuta, também conhecido por Monte Olga, é uma formação rochosa formado por 36 domos ou cúpulas tão bonito e exótico quanto Uluru. Em uma caminhada de 2 ou 3 horas pelo conglomerado de enormes rochas vermelho ferrugem, é possível ver um pouco da fauna e da flora do semiárido australiano.

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 7 =