Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Ilha de Ko Samui – Crocodilos, serpentes e alguns micos

Chegamos em Ko Samui, a ilha mais bem avaliada pelos guias turísticos no Golfo da Tailândia (lado de dentro do continente).  A última parada ainda em ritmo de descanso antes de retornar ao pedal.

A ilha é conhecida por ter a maior variedade de coco do planeta e é completamente voltada ao turismo, de mini golfe a bar de gelo, encontra-se de todo tipo de entretenimento para todos os tipos de turistas “ocidentais” (nada de locais se divertindo por aqui).  Tivemos o prazer de presenciar espetáculos de tirar o fôlego e o desprazer de cair em armadilhas e enganações, e como vocês sabem, fico p. quando isso acontece. Deixa eu contar o que aconteceu…

O elefante é um dos símbolos mais tradicionais da Tailândia. Eles estão por todo lado. Nas lojas de souvenires, nas camisetas, e também em todos os folders de passeios por aqui.  Apesar do passeio clichê, não podíamos deixar de experimentar o tal passeio de elefante.  Vou resumir se não este post var ter 200 páginas: nos venderam um passeio de elefante (tracking) de uma cachoeira a outra e mais um show de elefantes no final, e o que tivemos foi um passeiozinho mequetrefe por meio de umas árvores para turista idiota ficar feliz.  

Pois bem, fiquei puto, exigi meu dinheiro de volta, e quase chamamos a polícia. Bati boca, na verdade me alterei com o funcionário. Foi um bafafá… e consegui reaver uma parte do dinheiro.

Passeio de elefante polêmico.
Passeio de elefante polêmico.

Superado o trauma do passeio de  elefante, os cartazes de shows de cobras e crocodilos nos chamaram a atenção.  Chegamos na “Crocodile Farm” e em principio nada nos surpreendeu.  Pra falar a verdade ter ido aos parques da Disney nos deixam mal acostumados…. Nada fica organizado e bonito o suficiente depois de se conhecer o mundo maravilhoso de Walt Disney.  

O espetáculo do show das Orcas no Sea World por exemplo é lindo, mas não se compara com a experiência dos shows que vimos aqui.  Para se ter uma ideia a mão do instrutor de crocodilo era toda cheia de cicatrizes, lembranças de uma mordida de uma das feras anos atrás.

Que coragem!!!
Que coragem!!!
Impressionante!
Impressionante!

O cara treina o crocodilo na raça! Ali, a sensação do espetáculo é parecida com a de assistir um bom filme de suspense… você nunca sabe se o cara vai ou não sair vivo depois de enfiar a cabeça na boca do crocodilo.  Ele enfia a mão na goela do bicho e fica com ela lá, por sei lá, 10 segundos…. A Cynthia parecia que ia ter um treco… de fato uma coisa maluca difícil de explicar.  E se ele tomasse outra mordida ali?

O show das cobras foi igualmente surpreendente e aterrorizante… Os caras ficam atiçando as Najas e elas dão o bote, e eles desviam, como se estivessem brincando com a morte.  Uma picada daquelas cobras pode matar em questão de segundos…

Só pensava no Pitoco... kkk
Só pensava no Pitoco… kkk

Eu estava doido para eles me chamarem no palco, ahhh e não deu outra, pediram um candidato e lá fui eu…  kkkkk… Quase fiz nas calças! Parecia que estava congelado, nem respirava para elas não perceberem que eu estava ali.  Saí dali rapidinho com a certeza de que não quero nunca mais estar tão perto dessa serpente. Pensei logo no causo do Pitoco (mas isso é pra outra hora). Saímos dos espetáculos e não conseguíamos parar de lembrar das cenas que vimos, do perigo que os caras corriam, da falta de equipamento (os caras descalços!) e por aí vai.  Valeu muito a pena!

No começo eu estava com medo...
No começo eu estava com medo…
... depois continuei com medo!
… depois continuei com medo!
Que medo nada!?
Que medo nada!?
Congelou???
Congelou???

Outro passeio “mico” foi o jardim das borboletas e insetos, onde supostamente há milhares de espécies de insetos e borboletas. Fui na esperança de tirar muitas fotos, massss furada! Deve ser passeio para quem mora no Alasca que nunca viu borboleta na vida.  Nada demais.

Butterfly Garden
Butterfly Garden
Butterfly Garden.
Butterfly Garden.

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

8 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − onze =