Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Melaka – Malásia: Meu último destino turístico antes de Singapura.

Localizada em um lugar estratégico no mapa, Melaka se tornou um importante entreposto portuário. O comércio impulsionou sua economia tornando-a próspera e uma importante base de expansão territorial na Índia Oriental (1400 dC). Colonizada por portugueses, holandeses e britânicos em épocas distintas,  a cidade mistura uma arquitetura que lhe rendeu o título de Patrimônio Mundial da Unesco em 2008. Em meio a essa arquitetura, a cidade exibe um charme especial, com casarões coloridos em tons pastéis, lindas fachadas, bares, cafés e lojas sofisticadas. As ruelas de Chinatown é o lugar mais animado da cidade. No fim da tarde, pelo menos aos domingos, dia que estava por lá, as ruelas são fechadas para os carros e  o bairro vira um enorme restaurante a céu aberto. Os cheiros e as etnias se misturam… malaios, chineses, indianos e turistas de todo o mundo!

Chinatown - Melaka - Malásia
Chinatown – Melaka – Malásia
Fachada no bairro de Chinatown em Melaka - Malásia
Fachada no bairro de Chinatown em Melaka – Malásia
Melaka - Malásia
Melaka – Malásia
Porta de Santiago - Melaka - Malásia
Porta de Santiago – Melaka – Malásia
Melaka - Malásia
Melaka – Malásia
Chinatown - Melaka - Malásia
Chinatown – Melaka – Malásia
Museu Marítimo - Melaka - Malásia
Museu Marítimo – Melaka – Malásia

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

4 respostas

  1. Sentimentos contraditórios: triste por não te ver mais por aí contando e mostrando um pouquinho desta cultura, hãbitos, costumes etc., feliz por saber que terei a oportunidade de te ouvir e nos mostrar sobre esta aventura ao vivo e a cores! Seja lá como for, Boa Viagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 2 =