Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Resumo dos meus primeiros dias de Tasmânia… E o frio está pegando!

Última foto de feita de Melbourne já do navio Spirit of Tasmania.
Última foto de feita de Melbourne já do navio Spirit of Tasmania.

Minha viagem de Melbourne até a Tasmânia durou a noite toda e por pura sorte acompanhei o mais belo eclipse da minha vida. Eu não sabia do eclipse até encontrar com Jiva, um morador local que veio até mim curioso com a minha bicicleta cheia de alforjes e puxou conversa. Infelizmente não estava com uma lente potente o suficiente para fazer uma boa foto do eclipse… vou ficar devendo.

Navio Spirit of Tasmania já atracado em Devoport - Tasmânia
Navio Spirit of Tasmania já atracado em Devoport – Tasmânia

De Devonport (Tasmânia), segui viagem para uma pequena cidade chamada Lorinna, um pedal difícil de 70 km entre as montanhas com temperatura entre 3 e 11° C para chegar na casa de Elyse e Wauther que aceitaram me hospedar via warmshower.

Elyse e Wauther, casal que conheci através do warmshower.
Elyse e Wauther, casal que conheci através do warmshower.

O jovem casal vive em uma fazenda entre as montanhas e estão começando uma espécie de cooperativa para fornecer legumes frescos para os moradores da região. Eles são vegetarianos e o jantar foi colhido minutos antes de ir para a mesa. Foi um refeição farta de legumes, vegetais e uma cerveja produzida por eles.

Estradinha chegando em Lorinna - Tasmânia.
Estradinha chegando em Lorinna – Tasmânia.
Estradinha chegando em Lorinna - Tasmânia.
Estradinha chegando em Lorinna – Tasmânia.

No jantar conheci Chris, um amigo do casal que estava indo para uma parte da ilha que não estava em meu roteiro. Ele viaja de motor-home e depois de uma boa conversa aceitei o convite de viajar com ele durante dois dias por uma região que não teria oportunidade de conhecer de bicicleta.  Em dois dias percorremos cerca de 280 km entre as montanhas do lado oeste da Tasmânia para conhecer Cradle Valley, Rosebery, Zeehan, Queenstown entre outros pontos turísticos.

Cradle Valley
Cradle Valley
Chris em nosso acampamento no primeiro dia de viagem.
Chris em nosso acampamento no primeiro dia de viagem.

Chris me deixou em Bronte Park, cerca de 100 km entre as gélidas montanhas da Tasmânia até Deloraine, onde vou retomar meu roteiro inicial e seguir para o lado leste da ilha até Hobart que fica no sul. Estou em Miena, cidade que fica a 1000 metros de altitude e a temperatura esta noite vai chegar a – 4 ° C… e no caminho até aqui, entre uma chuva de granizo e vento frio, pela primeira vez em minha vida, pedalei debaixo de neve. Esta foi a única foto que consegui antes da máquina parar de funcionar devido ao frio.

Juro que é neve! Nas montanhas da Tasmânia
Juro que é neve! Nas montanhas da Tasmânia

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

6 respostas

  1. Oí, tudo bem c/ vc?
    As fotos estão show… as florestas são sempre exuberantes, deve ser muito gostoso ter uma casa em meio a tanto verde.
    Curta bastante e se cuida.
    Bj e saudade.

  2. Hi Aurelio my friend,
    I hope your are OK, I hear nothing from your!? I think you have little internet Access.
    Enjoi yor tripp!
    I am in thoughts with you!
    Yor german friend The Penguine, Ronny 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 9 =