Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Cicloturismo em Taiwan – As surpresas do caminho

TEMPORADA TAIWAN –

EPISÓDIO #3 –

Um dos grandes baratos em viajar de bicicleta, é passar por lugares fora do roteiro turístico, conhecer pessoas comuns, e os hábitos que fazem parte do seu dia a dia.

Taiwan herdou uma forte influência cultural dos chineses que pode ser notada desde o idioma mandarim, passando pela arquitetura, religião e é claro, a gastronomia.

Dongshan, é uma pequena e tranquila cidade na parte central do país com aproximadamente 25 mil habitantes, que possui forte influência rural, onde é possível encontrar pequenos produtores vendendo frutas, legumes, ovos, carnes, verduras e vários tipos de iguarias nas barraquinhas espalhadas na avenida principal. Sem falar no pato, do qual a cidade se orgulha de ser grande produtora. Muita gente do país vem comer o pato de Dongshan.

Na cidade, fiquei mais uma vez com os bombeiros que me trataram muito bem. De cara, fiz amizade com River, o único por ali que falava inglês e o mais empolgado com a minha maneira de viajar. Enquanto tomava banho, ele navegou pelo meu blog e ficou ainda mais entusiasmado ao saber sobre a pegada gastronômica do meu projeto, já que cozinhar também é seu hobby. A identificação foi rápida, e ele me convidou para ficar mais uma noite na cidade para ir ao casamento de uma prima e conhecer o mercado noturno. E é claro que aceitei.

O casamento foi um cerimonial simples, bem parecido com os casamentos no Brasil, com a noiva entrando sobre um tapete estendido, mesas arrumadas, e muita comida e bebida. Nada fora do comum…

O mercado noturno é uma ótima opção para conhecer a típica e diversa gastronomia do país e também se divertir tal qual os locais. River me fez provar duas iguarias marcantes. O “Stink Tofu” , que traduzido do inglês significa “Tofu Fedido”, com um puta cheiro de merda detestável, e a maravilhosa cabeça de pato, do qual seu bico, coisa que nunca imaginei, é sensacional! A carne da cabeça derrete na boca e possui um toque doce delicado, deixando um rastro picante no paladar que só aparece no final e que perdura por um tempo. E o surpreendente bico, com as mesmas características da carne, mas com a crocância de batata frita tipo “pringles”… Rapaz… uma delícia!!!

Segui meu caminho rumo norte sofrendo com os fortes ventos que sopravam direto na minha testa a uma velocidade média de 11m/s.

Cheguei bem cansado em Taichung para passar alguns dias na casa de Jean. Jean é uma simpática taiwanesa que me deixou super a vontade em sua casa. Ela também adora bicicleta e rolou uma amizade gostosa. Cozinhamos, passeamos pela cidade, e fomos visitar seus restaurantes favoritos. Todos muito simples, mas deliciosos.

Também fomos ao Rainbow Village, que é uma antiga vila de ex-militares que lutaram ao lado do ditador Chiang Kai-shek em 1946 na luta contra a o exército chinês. A vila foi convertida em arte de rua por um ex-soldado para salvar o assentamento da demolição, onde vários veteranos e seus familiares passaram grande parte de suas vidas. Hoje, restam apenas 11 casas graças aos estudantes universitários, que conseguiram junto as autoridades, divulgar o projeto que atrai milhares de visitantes todos os anos.

A minha visita em Taiwan já está no final, mas o próximo destino também promete! Nos vemos na Mongólia!

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 4 =