Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Cicloturismo na Índia – Deserto de Thar e a cidade dourada – Jailsamer

TEMPORADA ÍNDIA –

EPISÓDIO #10 –

Cicloturismo na Índia – Deserto de Thar e a cidade dourada – Jailsamer

Com aproximadamente 80 mil habitantes, e situada no coração do deserto de Thar, próximo a fronteira com o Paquistão, encontra-se Jaisalmer, que também é é conhecida como a “cidade dourada”.

A cidade viveu seu esplendor cerda de 800 anos atrás, pois era rota obrigatória das caravanas de mercadores, escoando especiarias, ópio e pedras preciosas para o Oriente Médio, África e Europa. Com a expansão da navegação a cidade foi esquecida. A herança dessa época de esplendor deixou um legado eterno. Um dos maiores fortes do mundo, que atrai milhares de turistas todos os anos.

Do alto de uma colina, a gigantesca fortaleza impressiona! Chega a tirar o fôlego! Construído com pedras de arenito em tons amarelados, contrasta com a cidade, em um suave degrade, mudando de tonalidade de acordo com a incidência do sol.

De todos as fortalezas que vi na Índia, essa foi a minha favorita! Não só pela beleza arquitetônica, mas também pelo fato de muita gente viver ali. É um castelo cheio de vida! É uma delícia passear pelas ruelas e observar o dia a dia dos moradores, se distrair nas lojinhas de artesanato, e sentir os aromas vindos das cozinhas das casas.

Um reservatório de água construído no século XIV rodeado por templos e construções interessantes, um passeio entre as ruelas da cidade baixa, e alguns templos Jainistas são as atrações coadjuvantes do lugar. Também existes alguns complexos templários ao redor da cidade como o Royal Cenotaphs Bada Bagh.

Aproveitando os preços convidativos praticado pelo turismo indiano, contratei um tour guiado pelas dunas do deserto de Thar. Gastei apenas US$ 12 por um passeio de 4 horas com o jantar incluso para ver o pôr do sol do deserto e passear de camelo. Claro, com esse preço não dava para esperar muita coisa, mas acabou sendo interessante cruzar as dunas chacoalhando no lombo desse animal desengonçado. O que valeu a pena foi ver o pôr do sol e acompanhar a preparação do jantar feito pelos guias sobre as dunas.

No outro dia, no final da tarde, aconteceu algo inusitado que eu nunca podia esperar… choveu tanto que as ruas alagaram…. Já viu isso acontecer no deserto?

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um − um =