Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

Pesquisei muito sobre as estradas da Noruega.

As informações que obtive asseguram estradas ótimas.  Mesmo as vias secundárias são bem sinalizadas.

O país possui um terreno muito montanhoso e acidentado, tornando o pedalar um grande desafio. A montanha mais alta é a Sognefjellet com cerca de 1500m acima do nível do mar. Felizmente ela não esta no litoral. No entanto há uma enorme quantidade de montanhas entre 1000 e 1350m de altura no meu roteiro que exigirão muito do meu preparo físico. Pelo que pesquisei, é um sobe e desce do caralho!

No norte, as distâncias entre as cidades são longas e os pontos de apoio são raros. Isso exige uma organização e logística para não morrer de fome e de frio. Para compensar, o terreno é menos montanhoso.

Outro fator importante é a quantidade de túneis longos que não podem ser evitados. Em muitos o tráfego é bem carregado e com a escuridão fica um pouco mais arriscado.

Os restaurantes e alojamentos de beira de estradas são muito caros. Não existem muitos albergues e não há B&B (bed &breakfast). Barraca e saco de dormir são as minhas primeiras opções.

Com um litoral incrivelmente recortado, há muitos ferry boat, principalmente na região dos fiordes.

Here come the hills!!!

I researched a lot about Norway.
The information I got made me sure that the roads are great. Even the secondary roads are well signalized. It’s a great challenge to ride along the country’ s hilly and uneven ground. The highest mountain is Sognefjellet about 1.500 meters above sea level. Fortunately it’s not by the sea shore. However there are many mountains about 1.500 and 135 meters high on the route that will require a lot of my physical preparation. Considering what I have researched, it is a fucking up and down journey!
The distances’ between the cities are long and the support stops are rare in the North.
This demands an organization and logistic that won’t let me die of hunger and cold. To compensate the ground is not so hilly.
Another important issue is the number of long tunnels that can’t be avoided.
In many of them the traffic is heavy and in the darkness they are pretty risky.
The restaurants and lodging along the roads are very expensive. There are not many hostels and no B&B(bed and breakfast). First options are the tent and the sleeping bags. As the shore is extremely intersected there are many ferry boats, mainly in the fjord regions.

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

3 respostas

  1. No campo da segurança, não se esqueça dos refletores no cfapacete, pedaleiras e agasalho! E que Deus o acompanhe!
    Abrs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =