Aurélio Magalhães – Da China Para Casa by Bike

BLOG

40 dias na estrada na Noruega!


Estou me sentindo bem e feliz. A dor no joelho praticamente desapareceu. Minhas pernas sentem o cansaço de horas de pedalada, no entanto, isso já estava dentro do previsto. Minha cervical fica dolorida no final do dia. Geralmente no banho faço alongamentos e lavo minhas roupas.

Entre 2 e 5 da tarde é quando encontro a melhor temperatura para pedalar. Aos pouco vem esquentando. Já é comum a temperatura subir mais que 12 graus em uma parte do dia se estiver sol. O vento gelado e o frio continuam o mesmo.

Já estou bem adaptado á logística de montar e desmontar a La Macchina todos os dias. Perco quase 40 minutos fazendo isso. É muito tempo para quem carrega pouca bagagem como eu, mas nunca fui surpreendido com a chuva e quando preciso de um equipamento quando estou pedalando o acesso a ele é fácil. Às vezes troco de roupa 4 vezes durante o dia.

As montanhas diminuíram sensivelmente nos últimos dez dias. a velocidade media aumentou deixando a pedalada um pouco mais agradável.

A La Macchina vem se comportando muito bem! As pecas foram trocadas na hora certa e apenas um pneu furado. O desgaste do pneu traseiro é bem maior do que o dianteiro devido ao peso e a tração. O tempo de vida dos freios é menor do que eu estava projetando devido ao peso da bicicleta e as descidas abruptas. A vida útil da corrente diminuiu em 500 km.
Estou perto do paralelo de latitude 62 Norte. À medida que sigo em direção norte a instabilidade climática aumenta.

Já é bem comum ver os noruegueses fora de casa. No final da tarde tem muita gente cuidando dos jardins. A tulipa me parece ser as flores prediletas.
Estou curtindo muito tirar fotos. Já visitei lugares maravilhosos e únicos. Prekestolen, Geiranger, Atlantic Road… Mas as cidades também oferecem cenários fantásticos e ajudam bastante.
Já provei muita comida boa e sei que tem muito mais para conhecer.
Sei que as coisas ficaram mais difíceis a partir de agora. As distâncias entre as cidades aumentam. Já deixei para trás a parte mais populosa do país. Não tenho mais referências de brasileiro até chegar próximo de Kirkenes. Agora é redobrar a atenção e seguir em frente.

A saudade da família, dos amigos e principalmente da Ana Laura aumenta a cada dia. É uma alegria quando consigo falar com ela.
Deixo meu carinho á todos aqueles que de alguma maneira me ajudaram até agora. Sem vocês, essa viagem não teria o mesmo brilho e seria muito mais difícil. Valeu!
Estou louco por uma picanha suculenta! Mas muito feliz de estar vivendo um grande sonho!

40 Days on the road!

I am feeling well and happy. The pain on my knee has just about vanished. My legs are tired because of pedaling for hours; however, this was already predicted. At the end of the day my neck sores. I usually stretch and wash my cloth while bathing.
The best temperature to pedal is between 2 and 5 pm in the afternoon. It gradually gets warmer. It’s becoming usual for the temperature to rise above 12 grades at a certain time of the day when it’s sunny. The cold wind and the low temperature are still the same.
I am very well adapted to the logistic of assembling and disassembling La Macchina but
I loose about 40 minutes every day doing so. It’s too much time for someone who carries little baggage like me, but I have never been surprised by the rain, and when I need any equipment when pedaling I can grab them easily. Sometimes I change clothes 4 times a day.
There have been fewer mountains in the last tem days. The average speed has risen so it has become a bit nicer to pedal.
La Macchina is very well behaved! The parts were changed on the right time and the tire got flat just once. The rear tire wears out much more than the front one due to weight and traction. The breaks last less than I expected due to the bike weight and the steep hills. The life span of the chains has dropped down to 500 km.
I am close to the 62nd parallalel north. The weather instability increases as I head northward.
It is already very common to see the Norwegian outdoors. At the end of the afternoon we can see many people taking care of their gardens. The tulips seem to be the most favorite flowers.
I already visited wonderful and unique places. Prekestolen, Geiranger, Atlantic Road… But the cities also offer fantastic landscapes and are also very helpful.
I have tasted very delicious food and I realize that there is still a lot to know.
I know that things will become harder from now on. The distances between cities will be greater. I have left behind the most populous part of the country. I have no more references of Brazilans before I get close to Kirkenes. From now on I have to double the attention and go ahead.
Each day I miss more and more my family, my friends and specially Ana Laura. It is happiness when I can speak to her.
I am very sensitive and thank all who have helped me somehow so far. Without you, this trip wouldn’t have had the same brightness and it would have been much harder. I am really thankful!
I can’t wait for a “juicy picanha(Brazilian beef)”! But I am very happy to experience a great dream!

 


 

A viagem ao redor do globo continua. Suba na garupa e venha comigo nesta aventura!

DA CHINA PARA CASA BY BIKE, compartilhando a viagem enquanto ela acontece! Toda quinta-feira um novo episódio com dicas, curiosidades e o dia a dia de uma VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA.

Obrigado por me seguir!

Gostou desta postagem? Então curta, comente e compartilhe!

Seu envolvimento me ajuda a manter a motivação!

Você pode colaborar com este projeto ajudando e incentivando, clique no botão abaixo e conheça minha campanha de financiamento coletivo, na plataforma APOIA.se, as recompensas começam a partir de R$8,00 por mês.

37 respostas

  1. Amigo

    Força! 40 dias de aventuras e estrada é uma marca pra se comemorar. Estamos aqui na torcida.

    Nas próxima semana (espero!) colocaremos o site Pelos 4 Cantos na internet e você será o destaque, aproveitaremos os posts pra contar sua jornada e “dar agua na boca” dos leitores com suas fotos.

    Grande abraço
    ZeCarlos

  2. 40 dias já? O tempo está passando rápido, então aproveite muito cada dia!
    As fotos e o conteúdo do blog estão demais!
    Parabéns! Estamos com mta saudade!
    Beijos.

  3. Oi Tato…tenho acompanhado diariamente sua trajetória, e fico feliz em saber que vc está bem. Só não tenho gostado muito dessas fotos que deixam as pessoas compridas, mas tudo bem!!! Que ao fínal de cada dia vc possa dizer…”até aqui me ajudou o Senhor”, pois sei que Ele tem guardado sua vida. Deus te abençoe! Bjos

  4. Que legal Aurélio! Lindo relato desta primeira etapa, parabpens por tudo! Curta muito o caminho que ainda há pela frente, quando vc chegar a gente faz um churras bem suculento pra vc!
    Bjs
    Pilar

  5. Hi Aurelio,

    What can I say, 40 days on the track, more than 20 000 clicks, and the pictures. fantástico, terrível, maraviljosa, incrível, otimo,

    manter o bom espírito

    HelmerH

  6. nossa filhão
    A SAUDADE É ENORME PARECE QUE FAZ 1 ANO QUE VC ESTA NESTA AVENTURA
    CURTA MUITO
    VC É NOSSO HERÓI
    PARABENS PELO COMENTARIO QUE VC RELATA E PELAS FOTOS TIRADAS
    TE AMAMOS
    SE CUIDA BJS MAMI

  7. Maravilhosos 40 dias , pelo tamanho da saudade parece mais, porém pela delícia que está acompanhar tudo isto passa rápido e agente fica esperando o dia seguinte para curtir mais e mais , então aproveita bem os próximos 80 …ah várias picanhas suculentas naqueles 40 lá de agosto ..rs !!!PARABÉNS beijos

    1. Fala meu Mestre!!!
      Que legal falar com vc!!! Gui o desgaste das pecas sao mais rápidos do que o previsto. Muita ladeira e muita descida… a corrente troquei com 1000km assim como as catracas… aqui é muito seco e tem um po que gurda nela… acho que aumenta o desgaste…. mas esta tudo tranquilo.. pelo menos por enquanto…. se precisar de alguma coisa eu dou um grito pra vc!
      Obrigado pela ajuda Mestre!

  8. 40 dias, mais de 20.000 acessos, muitos amigos e seguidores novos, muita saudade e logo logo o desafio de 40 agostos! Siga com fé, alegria, determinação e cuidado, tenho certeza que muita coisa boa te aguarda ao Norte!
    Beijos
    Adri

  9. Ficamos felizes de fazermos parte desta aventura. Cortar o Noruega do sul ao norte de bike e muito mais que um caminho de Santiago de compostela. Estar sozinho, no meio de uma natureza fantastica traz paz e um silencio capaz de fazer ouvir a voz da Alma… As dores e dificuldades lapidam sua honra e dignidade. Que vc chegue la no topo da Noruega e encontre la, vc. Grande abraco

  10. Amigo,
    Que bom que de uma maneira ou outra está tudo dando certo. Fico feliz por você. Seu blog está SHOW. Parabéns pelas fotos, pelas histórias,…
    FORÇA, estamos com você em pensamento.
    Um grande abraço e que venham mais 40 dias…

  11. Que Otimo que está ocorrendo tudo tranquilo.Realmente o desgaste é muito rapido devdo ao terreno, como vc está se saindo na manutenção da bike? as trocas das peças, ja esta pró? é bom lembrar que utilizando as marchas de forma correta como te mostrei aumentara a vida util da relação e tbm procura variar um pouco os dois freios para o disco não aquecer e vc não perder a precisão dos freios. Até+

    1. Fala meu Mestre!!!
      A bike esta se saindo muito bem… quase nao me da trabalho…
      Estou fazendo as coisas como me esnsinou….. em breve tenho mais uma troca de pecas…. talvez a última…
      Com certeza vou ter que trocar as pastilhas de freio… muito sobe e desce… exige de mais….e ainda tem uma poeirinha do asfalto…. sabe?
      Fico feliz que esta acompanhando meu blog.
      manda um abrç para o pessoal da Pedal power…
      um especial pra vc!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − cinco =